4 dicas para tuas ideias não te atrapalhem

E ai gente, beleza?

Passei por uma experiência e gostaria de compartilhar com vocês. Nas reuniões de uma start-up na qual eu estava envolvido, era comumente levantado diversas ideias maravilhosas, no entanto, pouco conseguimos fazer com elas e acredite: a culpa não era nossa.

Por que isso aconteceu?

Muitas ideias são de fato são uma via de mão dupla, uma nos mostra que o ambiente explorado é rico em possibilidades, e isso é ótimo! Por outro, uma quantidade grande de ideias podem nos atrapalhar de fazê-las virar realidade. A perda de foco é algo praticamente inevitável quando não há organização e coesão entre o que você quer e o que você fará para alcançar o que quer.

Listo abaixo algumas dicas principais que eu aprendi na minha jornada até aqui e que certamente irá nos ajudar:

1. Defina o seu objetivo

Sei que pode parecer clichê mas: Mais importante que dar grandes passos, é saber pra onde você vai.
Muita gente não consegue administrar as ideias que tem, talvez elas não saibam onde querem chegar.

Mais importante que dar grandes passos, é saber pra onde você vai.

Ao vislumbrar o futuro que aquela ideia, às vezes temos a boa sensação de que a coisa está “fluindo”, mas se de fato um objetivo não for definido o risco de ficar somente no “campo das ideias” é enorme.

2. Grave ou Anote suas idéias;

É praticamente impossivel executar uma ideia (mantendo o foco) com diversas outras girando em sua cabeça, por isso anote-as, grave-as, pois desse modo você tira a responsabilidade de sua memória e passa para ferramentas como um bloco de notas ou app no smartphone.

Apps bons para anotaçoes: Evernote, OneNote, Google Keep.

3. Crie recipientes de idéias;

Em nossa vida nós temos diversas áreas, tais como o nosso trabalho, nossa vida familiar, nosso lazer e essas podem se sub-dividir em áreas menores. Esses são os nossos recipientes de ideias.

Quando você tiver uma ideia, após anotá-la, coloque-a no recipiente adequado.

4. Foque em uma ideia de cada vez;

A regra é: Não passe para a próxima ideia sem antes concluir a vigente. Escolha uma ideia, estabeleça um marco e “para o alto e avante!”.

Eu trabalho com desenvolvimento de software e algumas vezes precisei atuar em dois projetos  ao “mesmo tempo”, e na transição de um projeto para o outro é notório o “delay” para imergir o seu cérebro naquele determinado contexto.

Isso ocorre porque o nosso cérebro não consegue focar em duas coisas ao mesmo tempo. Ou você faz uma coisa ou faz outra, o resultado do foco duplo (digamos assim) é a negligência ou de uma ou (o que eu vejo que é mais comum) de ambas.

Grande abraço amigos, até a próxima. É nós!

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *